População de Montes Claros pode solicitar inclusão de residências na rede de esgoto

A adesão dos imóveis às redes públicas de saneamento não se trata apenas de uma obrigação legal, regulatória e contratual, mas, sobretudo, de garantia da saúde dos cidadãos, de proteção ao meio ambiente, e de desenvolvimento socioeconômico do Município.

Conforme o artigo 45 da Lei Nacional do Saneamento Básico, todas as edificações urbanas deverão estar conectadas à rede pública de esgotamento sanitário disponível.

Para ligar sua residência à rede de esgoto, basta entrar em contato com a Copasa (Companhia de Saneamento de Minas Gerais), através do telefone 115 ou do site, tendo em mãos a última conta de água ou o CPF do titular. Fazendo isso, você contribuirá para que o esgoto doméstico seja levado de forma correta para a estação de tratamento e, dessa forma, retorne ao meio ambiente em condições adequadas.

Você sabe o que é esgoto doméstico?

Chamamos de esgoto doméstico o esgoto gerado nas residências ou nas instalações hidráulico-sanitárias como cozinha, chuveiro, pia, lavatório, vaso sanitário, ducha sanitária, banheira, bebedouro e mictório, e que possui em sua composição a poluição agregada pela atividade realizada. O sistema público de esgotamento sanitário visa promover a coleta, transporte e tratamento do esgoto doméstico de um município. O lançamento de esgoto não doméstico (proveniente de outras atividades, como a industrial) na rede pública só pode ser realizado com autorizações e contratos específicos acordados com o prestador de serviços.

O que é o sistema de esgotamento sanitário?

O Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) de um município é composto, basicamente, pela rede coletora, interceptores, emissários, estações elevatórias e estações de tratamento. Após ser lançado pela residência, o esgoto escoa dentro das tubulações implantadas nas vias públicas em profundidades e declividades que permitam encaminhá-lo por gravidade. Em algumas situações, quando é necessário o bombeamento para partes mais altas, o esgoto passa pelas Estações Elevatórias de Esgoto (EEE). O esgoto é então encaminhado até os interceptores e emissários que o levam até as Estações de Tratamento de Esgoto (ETE). Nas ETEs, os esgotos passam por processos físicos e/ou biológicos que produzem efluentes tratados, que podem ser lançados no meio ambiente.

Por que ligar seu imóvel a rede de esgoto?

A coleta e o tratamento de esgoto são fatores determinantes para a qualidade de vida da população. A operação adequada desses serviços tem diversos impactos sobre o município: impactos na saúde pública (reduzindo o número de organismos patogênicos presentes nos esgotos, possibilitando seu retorno ao meio ambiente sem risco de transmissão de doenças), impactos ecológicos (evitando a degradação ambiental do solo e dos corpos d’água), impactos econômicos (reduzindo o custo do tratamento da água para o consumo humano das cidades que utilizam o mesmo manancial em que o esgoto é lançado) e impactos estéticos (evitando prejuízos ao turismo e ao lazer provocados por mau cheiro, mau aspecto, presença de lixo e animais transmissores de doenças).

leandro

 

Traduzir »