Lockdown: Governo de SP define medidas restritivas

Lockdown

Um dos pontos que forçaram a volta do lockdown no estado de São Paulo é o aumento da disseminação da Covid-19 durante o Carnaval. O diagnóstico do governo do estado é que muitas pessoas não mantiveram o distanciamento social durante a data, apesar do ponto facultativo ter sido cancelado em São Paulo, e o salto no numero de internações esta apenas no começo. A nova cepa da doença que circula no Brasil, a qual parece ser ainda mais contagiosa, piorou a situação. Nesta quarta, 24, às 12h45, no Palácio dos Bandeirantes, o Governador João Doria irá anunciar lockdown a partir das 23hr ate as 5h do dia seguinte, com toque de recolher, para todo o estado. A restrição vai desta sexta-feira, 26 de fevereiro, até 14 de março.

O que é Lockdown

Um lockdown, ou em português bloqueio total ou confinamento, é um protocolo de isolamento que geralmente impede o movimento de pessoas ou cargas.[1] Os lockdowns também podem ser usados para proteger pessoas ou, por exemplo, um sistema de computação de uma ameaça ou outro evento externo.

Lockdown preventivo

Um lockdown preventivo é acionado para responder a uma situação incomum ou uma fraqueza no sistema para evitar qualquer perigo que comprometa a segurança e proteção de pessoas, organização e sistema. O foco das ações preventivas é evitar perigos e riscos decorrentes das não-conformidades às circunstâncias normais, mas também comumente inclui melhorias na eficiência.

Os lockdowns preventivos são bloqueios preventivos para reduzir o risco. Os protocolos devem se basear no tipo de ameaça e devem ser simples, de implementação rápida e suficientemente flexíveis para lidar com vários cenários.[2]

Lockdown de emergência

Os lockdowns de emergência são implementados quando existe uma ameaça iminente à vida ou o risco de ferimentos em seres humanos.[3]

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze + sete =

Traduzir »