Delegado é levado para a Cidade da Polícia para prestar esclarecimentos sobre envolvimento com pirataria
Delegado é levado para a Cidade da Polícia para prestar esclarecimentos sobre envolvimento com piratariaReginaldo Pimenta / Agência O Dia
Agentes da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM) prenderam em flagrante nesta sexta-feira (12) o delegado Marcelo Machado, adjunto da 38ª DP (Vista Alegre), sob a suspeita de produzir roupas pirateadas em uma confecção do Rio.
De acordo com a Polícia Civil, além do delegado, o empresário Alfredo Baylon Dias, sócio dele, também foi alvo do mandado de busca e apreensão. Na casa do delegado, na Tijuca, os agentes apreenderam tecidos usados em sua confecção e outros materiais.
Investigações apontam que, enquanto o delegado esteve na Corregedoria da Polícia Civil, ele mesmo montou uma empresa de confecção de roupas piratas. A confecção produz roupas com imagens de personagens que ficaram famosos no cinema e nos quadrinhos. Na ocasião, o delegado investigava a Delegacia de Combate à Pirataria.
A operação ‘Raposa no Galinheiro’, visa desestabilizar um grupo criminoso composto por quatro delegados, no qual Marcelo Machado seria o principal operador. Também são investigados: Alexandre Ziehe (ex-corregedor); sua filha, Juliana Ziehe (ex-titular da 105ª DP); Robson da Costa Ferreira da Silva (ex-sub-corregedor); e Fábio da Costa Ferreira (diretor de Assuntos Internos).
PUBLICIDADE

Marcelo foi levado para a Cidade da Polícia para prestar esclarecimentos.