‘Choro é livre’: Maju pede desculpas após ser cancelada por fala ‘infeliz’

Apresentadora de TV foi duramente criticada por internautas nas redes sociais e, com isso, levou uma bronca da direção da Globo

Nos bastidores da Globo é fato que Maju levou uma bronca da direção de jornalismo

Maju Coutinho precisou pedir desculpas, nesta quinta-feira (18), após repercussão negativa de um comentário feito durante a apresentação do Jornal Hoje, da TV Globo. Após a exibição de uma reportagem, na edição de terça-feira (16), a jornalista defendeu o isolamento social e, na sequência, soltou um ‘o choro é livre’, para quem está reclamando das medidas para evitar a propagação da covid-19.

“Ontem, para reforçar a necessidade do isolamento social, eu usei no improviso uma expressão infeliz que precisa de um complemento para deixar bem claro o que queria dizer. Eu reitero hoje aqui esse desejo, mas me desculpo pela expressão que usei anteontem e vemos nessa, bola pra frente”, disse durante o telejornal de hoje. 

O comentário, que foi pessoal, uma opinião de Maju, caiu como uma bomba na web. Tanto é que a emissora tratou de tentar justificar a frase da âncora, mal interpretada por aqueles que sofrem por estarem sem trabalho ou têm que manter os negócios fechados. O comentário teve repercussão negativa nas redes sociais, e as hashtags #OChoroÉLivre e #GloboLixo ficaram na lista dos assuntos mais falados no Twitter.

Nos bastidores da Globo é fato que Maju levou uma bronca da direção de jornalismo e uma recomendação para não dar mais opiniões pessoais nos noticiários da casa, ainda mais sobre um assunto tão delicado. Após o comentário, as rede sociais da apresentadora estão repletas de críticas, ataques e pedidos de cancelamento. Infeliz demais seu comentário, Maju!”, postou um internauta.

Traduzir »